27 fevereiro 2018

|Resenha| The Fosters - A melhor série da Lifetime


Assistir series sempre foi meu maior vício e ao longo do tempo fui amadurecendo meus gostos e me apaixonando por séries com elenco mais construídos e histórias serias. Quando vi o pôster de The Fosters e aquele tanto de adolescente logo pensei que seria mais um drama de colegial bobo, mas me enganei completamente.
Nunca assisti uma série que tratasse com leveza tantos assuntos importantes e que com certeza me deixou impactada, me fazendo questionar alguns conceitos básicos do dia a dia.

The fosters é sobre uma família nada tradicional. Lenna e Stef são casadas e fazem o melhor que podem para criar seus filhos, Brandon (filho biológico da Stef), Jesus e Mariana que são irmãos e foram adotados juntos. Ambas com um coração gigantesco decidem abrigar um casal de irmãos, a Callie e o Jude, que enfrentaram maus bocados em seus antigos lares adotivos. Como nada é simples nessa série, Brandon e Callie se apaixonam fortemente e isso ira trazer grandes problemas para a família que pretende adotar os irmãos.


Mas não pensem que a serie gira em torno desse romance impossível, tem assuntos muito mais importantes a serem retratados como a dificuldade cotidiana das crianças que vivem em lares adotivos, os preconceitos que um casal homossexual enfrenta e muito mais.

Sobre os personagens, como são muitos decidi falar de 3 que são os que mais me ensinam algo.


Uma das mães a Lenna, ela é super compreensiva e o tipo de mãe que todo mundo gostaria de ter. É uma mulher super forte que faz o impossível para dar atenção para todos os filhos e tentar proteger eles de toda maldade do mundo.


A Mariana era o personagem que eu menos gostava no inicio da primeira temporada, mas com o tempo ela foi se tornando uma mulher forte e empoderada.


E o Jesus é sem duvida o melhor personagem da série, um rapaz simpático e super sensível aos problemas dos outros, sempre presente na vida da irma dando o seu melhor.

Tratar de sexualidade e outras questões que nos fazem questionar aqueles velhos conceitos, sempre são tabus perante a sociedade e nos precisamos quebrar essas barreiras.


A coisa que mais me tocou foi a União da família mesmo naqueles momentos em que estão errados, as mães da série dão um suporte para esses adolescentes que muitas famílias tradicionais não tem. As pessoas precisam assistir The Fosters e começar a entender que o conceito da família vai além das ligações de sangue, família é amor. Onde houver amor, respeito e compreensão existira uma família.


Espero que tenham gostado da indicação e quem assistir a serie vem me contar o que achou ♡ um beijos e até o próximo post.

5 comentários:

  1. Já escutei muito dessa série, mas nunca assisti. Desse canal eu só gostava de Dance Moms kkk mas parece ser uma série muito interessante e com assuntos atuais.

    ResponderExcluir
  2. Como eu ainda não conhecia essa serie? Pela capa achei que fosse Friends.
    Ainda bem que é bem diferente porque vou adicionar aqui pra acompanhar assim que puder.
    Adorei sua indicação 💗
    Beijinhos e sucesso

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa série, mas pela sua resenha já vou colocar na listinha! Curto muito séries nessa pegada mais familiar/ adolescente hahaha. Pela resenha, me parece que se assemelha muito ao Glee (exceto pela parte musical rsrs) que também tem um discute temas como aceitação, sexualidade e diversidade. Gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii tu acredita que hoje a tarde meu amigo indiciou essa série para mim? Disse que estava apaixonado por ela, e agora me deparo com a sua resenha RS. Confesso que o gênero nao me chama muito atenção mas fiquei curiosa para saber o desenrolar de toda a história.
      Amei a resenha e vou mostrar pra ele
      Beijos

      Excluir